28.2.06

Resultados finais oficiais da sondagem O que é o Pentecostes?

pentecostes

Nova Impressionante Sondagem

Já está disponível para os nossos paracelsos narcisistas e amigos votadores a nova sondagem The Galarzas: Quem não tem cão caça com gato?

Está ali ao lado na barra da tralha e dos acessos a coisas boas. Vote já. Você está mortinho por tirar a sua cruz das costas e pô-la nos nossos boletins de voto, que nós bem sabemos. Vá não seja assim; liberte-se; vote.

La Mélissa du Carnaval

É Mélissa, ninguém leva a mal!

A verdade...

...é que há qualquer coisa de reconfortante em trabalhar-se num feriado.

Poema de Ni Cotinelli

AS INTERMITÊNCIAS DO VENTO

Regiões do norte e centro
céu pouco nublado ou limpo
apresentando-se muito nublado
em especial por nuvens altas
até ao meio da tarde a sul
do sistema montanhoso
montejunto estrela

vento em geral fraco
do quadrante leste
chuva fraca na estremadura
e ribatejo que será de neve
acima dos quatrocentos metros
até ao início da manhã
formação de geada

Regiões do sul
céu muito nublado
vento fraco tornando-se
moderado a forte de sueste
no litoral a sul de Sines
rodando gradualmente
para o quadrante norte

períodos de chuva
que será fraca
nas regiões do interior
queda de neve acima
dos oitocentos metros
pequena descida
da temperatura

temperaturas
máximas
previstas
porto treze
lisboa dez
faro treze.

(by Ni Cotinelli, in Adapta-me a Verve [Antologia de Poemas Adaptados em Línguas Adoptadas], 2005)

27.2.06

Dois dias, oito filmes (relato de um fim-de-semana de Fantasporto)

Sábado, 24:

The Other Half (divertida e despretenciosa comédia ligeira britânica passada entre Lisboa, Coimbra e o Algarve, entre uma lua-de-mel e os jogos da selecção inglesa no Euro 2004 - sabe bem ver Portugal num filme assim);

Adam's Apples (comédia surrealista dinamarquesa, contemplativa e absolutamente hilariante, sobre um neo-nazi violento acabado de sair da prisão, o padre louco que o recebe, um alcoólico obeso, um ladrão paquistanês e uma macieira talvez amaldiçoada);

Edison (pouco mais que interessante [ritmado e bem filmado] conjunto de clichés hollywoodescos com uma carrada de bons actores [Morgan Freeman, Kevin Spacey, LL Cool J, Dylan McDermott, Piper Perabo, John Heard, Cary Elwes] em velocidade de cruzeiro, a dar alento à estreia cinematográfica de uma estrela pop [Justin Timberlake] e a um realizador novato [David J. Burke] mas com algumas boas ideias - não inova, não emociona, mas sabe entreter);

A Lenda do Espantalho (desengraçada curta-metragem espanhola de animação [mas não muito animada], em tons de lenda popular, sobre um espantalho que queria ser amigo dos corvos - fala-se de Tim Burton na sinopse, mas deve ser só na cabeça do realizador);

Frostbiten (comédia gore sueca sobre uma mãe e uma filha que, em pleno inverno nórdico, se mudam para uma pequena cidade, onde, logo na segunda noite, all hell breaks loose - vampiros aos molhos, sustinhos q.b. e gargalhadas a-plenty).

Domingo, 25:

Antebody (medíocre curta norte-americana com uma premissa interessante [uma mulher é confrontada com a morte do marido, cujo cadáver foi encontrado num rio... só que o marido está ao lado, vivinho da silva, a ouvir a notícia da sua morte - será tudo isto um aviso?] mas completamente desperdiçada - podia dar um excelente filme em mãos mais competentes);

Um Lobisomem na Amazónia (um dos piores filmes brasileiros dos últimos anos, um dos mais engraçados filmes brasileiros dos últimos anos [sem chegar a ser divertidíssimo e muito aquém de hilariante] - o regresso do mestre do terrir Ivan Cardoso [o Ed Wood do Brasil] com uma mão cheia de bons actores a darem o seu pior, muitos monstros muito mal feitos e muitas mulheres muito bem feitas...);

Incautos (empolgante heist movie espanhol de Miguel Bardem com Victoria Abril, um protagonista carismático e twists de pôr a cabeça a andar à roda - não é nada de novo comparado com muitos thrillers do género made in Hollywood, mas também não lhes fica atrás).

O IE7

O IE7 é temível. Isto é, mandou a máquina abaixo. Desconfiai.

Entretanto, os bifes têm de ser cozinhados e tive dois furos. Um no pneu, outro no colchão.

O meu Sonho .308

O meu sonho era ser um Vencido da Vida em vez de um fodido da vida.

26.2.06

O Romeiro romava 4ª

- Esta voz... esta voz! Romeiro, Romeiro! quem és tu?
- Sou a Simone de Beauvoir, pá. Ando à procura de alguém que queira ir dar uma volta, ao cinema, ao Museu do Azulejo ou mesmo, se a coisa der, para falarmos do meu segundo sexo.

Ophélie

sahara_blue




rimbaud

I
Sur l'onde calme et noire où dorment les étoiles
La blanche Ophélia flotte comme un grand lys,
Flotte très lentement, couchée en ses longs voiles ...
- On entend dans les bois lointains des hallalis.

Voici plus de mille ans que la triste Ophélie
Passe, fantôme blanc, sur le long fleuve noir;
Voici plus de mille ans que sa douce folie
Murmure sa romance à la brise du soir.

Le vent baise ses seins et déploie en corolle
Ses grands voiles bercés mollement par les eaux;
Les saules frissonnants pleurent sur son épaule,
Sur son grand front rêveur s'inclinent les roseaux.

Les nénuphars froissés soupirent autour d'elle;
Elle éveille parfois, dans un aune qui dort,
Quelque nid, d'où s'échappe un petit frisson d'aile:
- Un chant mystérieux tombe des astres d'or.

II
O pâle Ophélia! belle comme la neige!
Oui, tu mourus, enfant, par un fleuve emporté!
- C'est que les vents tombant des grands monts de Norwège
T'avaient parlé tout bas de l'âpre liberté;

C'est qu'un souffle, tordant ta grande chevelure,
A ton esprit rêveur portait d'étranges bruits;
Que ton coeur écoutait le chant de la Nature
Dans les plaintes de l'arbre et les soupirs des nuits;

C'est que la voix des mers folles, immense râle,
Brisait ton sein d'enfant, trop humain et trop doux;
C'est qu'un matin d'avril, un beau cavalier pâle,
Un pauvre fou, s'assit muet à tes genoux!

Ciel! Amour! Liberté! Quel rêve, ô pauvre Folle!
Tu te fondais à lui comme une neige au feu:
Tes grandes visions étranglaient ta parole
- Et l'Infini terrible effara ton oeil bleu!

III
- Et le Poète dit qu'aux rayons des étoiles
Tu viens chercher, la nuit, les fleurs que tu cueillis,
Et qu'il a vu sur l'eau, couchée en ses longs voiles,
La blanche Ophélia flotter, comme un grand lys.
Jean Arthur Rimbaud

Hector Zazou, Sahara Blue, Crammed Records 1992

25.2.06

O Romeiro romava 3ª

- Esta voz... esta voz! Romeiro, Romeiro! quem és tu?
- Sou o Kareem Abdul Jabbar, minha senhora. Desculpe lá, é que eu vinha a passar aqui à sua porta, distraí-me a admirar-lhe as roseiras, tropecei e bati com a cabeça na sua campana sem querer. Desculpe lá.

24.2.06

Maras e Tanias IV

Ora então, cá vai, com devida vénia

1- Fuga ao dentista, embora já três molares e um daqueles em bico me avise, há meio-ano, de que estou pior que os gajos da lenda da caverna
2- Dizimação selectiva de algumas relações e/ou momentos mais pacificados. Quando a coisa está em repouso, corre riscos de estagnar
3- Continuar mouco é uma virtude que, às vezes, passa por enfermidade. Mas o drama é estar sempre num "ãh!" de uma ponta da sala à outra
4- Não comprar um novo colchão, embora há quatro meses e meio durma num de ar
5- O Jameson já me começa a preocupar. Isto é, acho que a garrafa lá de casa acabou ontem

Ri, vou ali! (Posta curta em tom de aviso com ares de haiku)

Caríssimos,
vou ao cinema
e venho já.

Maras & Tanias III

Impedido de aceder ao PC (em duplo sentido, informático e político, mas isso é outra história), pede-me o Óscar, o Machico, que faça chegar aos nossos concentrados e leitores a sua resposta à réplica interposta pelo Quinto, aqui hátrasado:

«Caro Quinto,
no que toca a Taras sempre tive um fraquinho forte pela dona dessa mítica terra americana, por quem, muito francamente, I would give a damn.

Mas, sem querer descarrilar a conversa, eis cinco das manias que me são caras, a saber:

1. Poupar a vida às baratas, embora os bichos me causem asco e, mais importante, embora aprecie o som estaladiço que uma bota bojuda aplicada com propriedade sobre o seu exosqueleto provoca.

2. Surpreender a funcionária que já vai lançada preparar-me o galão, pois é o hábito matinal de que enfermo, e pedir um sumo de ananás.

3. Lançar moeda ao ar para desfazer a dúvida entre feijoada e dobrada.

4. Tentar continuar a ler o vício do momento, à noite, embora os olhos teimem em cerrar-se.

5. Deitar, cedo. No cedo erguer, resisto.

Saravá»

Concede-me o Machico a prerrogativa de escolher a próxima vítima.

Ó Vieira, toma lá.

O meu Sonho .307

O meu sonho era fazer o inter-rail até ao Cacém.

Coisa boa

Coisa Ruim

O Trailer Park já tinha avisado e este Galarza confirma: «it looks - and sounds - stunning». O Zombie já nos tinha deixado água na boca e este Galarza confirma: Coisa Ruim (o filme que abre hoje o Fantas e que tem um trailer de pasmar) «não é perfeito, mas é o filme que vos vai devolver a fé no cinema português». Pelo menos, a mim devolveu (tal como a curta Acordar, dos mesmos Guedes & Serra). Mas eu também não vi a Sorte Nula nem O Crime da Soraia Chaves - se bem que a Soraia Chaves também me tenha devolvido a fé em muita coisa...

A Peste

Como é que é possível que a esta hora ainda ninguém tenha postado nenhuma posta nesta postadeira e-létrica?

23.2.06

O meu Sonho .306

O meu Sonho era cozinhar carpetes persas de Arraiolos. E a seguir deixar cair o alicate do 7º andar.

19 anos depois, um poema do Zeca

Zeca Afonso

ALEGRIA DA CRIAÇÃO

Plantei a semente da palavra
Antes da cheia matar o meu gado
Ensinei ao meu filho a lavra e a colheita
num terreno ao lado

A palavra rompeu
Cresceu como a baleia
No silêncio da noite à lua cheia
Vi mudar estações soprar a ventania
Brilhar de novo o sol sobre a baía

Fui um bom engenheiro um bom castor
Amei a minha amada com amor
De nada me arrependo só a vida
Me ensinou a cantar esta cantiga

Feiticeira
Mãe de todos nós
Flor da espiga
Maldita para tiranos
Amorosa te louvamos
tens mais de um milhão de anos
Rapariga

Quando o lume nos aquece
No grande frio de Inverno
Vem até nós uma prece
Que assim de longe parece
Uma cantiga

Magistrada Nossa natural
Vitoriosa
Curandeira dos aflitos
Amante de mil maridos
Há mais de um milhão de idos
tormentosa

Quando a fera encarcerada
Que dentro de nós suplanta
Quebra a gaiola sozinha
Voa voa endiabrada
Uma andorinha

[José Afonso, 1985]

PAREM AS ROTATIVAS!

Maras & Tanias II

Aproveitando a onda, e porque o prometido é devido (*), eis finalmente, com exagerado e indesculpável atraso, a resposta devida ao mui caro FZ:

As minhas Marias ou o tanas!

1. Deixar ideias, textos, escritos, projectos, arrumações e alucinações a meio, de maneiras que nunca hei-de escrever um livro nem plantar uma árvore nem fazer um filho...

2. Querer ver os filmes todos e ouvir os discos todos e ler os livros todos e acabar por nunca ver nem ouvir nem ler metade dos que tenho para ver, ouvir e ler...

3. Gostar de coisas más, daquelas tão más, tão más, tão más, tão más, que acabam por ser boas. Coisas bizarras, estranhas, weird, incompreendidas, sozinhas, tristes, desamparadas...

4. Render-me à preguiça e ficar a fazer tudo - menos o que era suposto...

5. Perder a paciência - é pá, porque sim, pronto, acabou... chiça!

Como é suposto e deve ser, fica também o desafio a Idálio Juvino, Eustáquio Pinho, Óscar Machico, Mestre Nestor Alvito e também aos nossos mui extintos e-leitores que o queiram apanhar. Façam lá o favor, que é para ver se isto anima um 'cadito.

ADENDA: (*) E ainda mais em dia de Aniversário. Parabéns e may the force be with you! Always.

22.2.06

Maras & Tanias

As minhas Litanias

Resposta à Engajada, assim em modos de que um bocadinho atrasado. Quase a tempo de ser inútil. A justiça farda mas não talha!

Nº.1 – Adiar. Gosto de adiar tudo: para mais tarde; para amanhã; para a próxima semana; para o ano que vem; para algures neste século. Ou não.

Nº.2 – Comer um bocado de pão no fim de todas as refeições. Não sei porquê, gosto do farináceo.

Nº.3 – Dizer: “filhos da puta” ou “puta que o pariu”. Puta que o pariu!

Nº.4 – Adormecer a meio dos filmes e acabar por vê-los em episódios de tamanhos variáveis. Ah, o sofá no domingo à tarde! Não há Rambo nem Truffaud que resista.

Nº.5 - Irritar-me e dar pontapés em coisas. Portas, móveis, paredes, talheres, pratos, alguidares ou o que estiver à frente do meu direito, qualquer coisa serve.

Passo a palavra a estes cinco vizinhos:

- João Pedro Vasconcellos;
- Eduardo D. Madeira Jr.;
- Miguel Marujo;
- Inês;
- Papo-seco*.

* Este não sei quem é.

[Regulamento: Cada bloguista participante tem de enumerar cinco manias suas, hábitos no seu blogue.] conhecimento dessas particularidades, tem de escolher cinco outros bloguistas para aviso do "recrutamento". Ademais, cada participante deve reproduzir este "regulamento" muito pessoais que o diferenciem do comum dos mortais. E, além de dar ao público

Da Rússia, com terror

Night Watch: Nochnoi Dozor

Pois, se calhar, sendo assim, talvez possa começar a considerar a hipótese de, eventualmente, pensar em dizer...

...EU VOU!

Shakira @ Rock in Rio - Lisboa 2006

Mais uma informação útil

O PortugalDiário ensina hoje com galhardia: "SAIBA DISTINGUIR A GNR DOS ASSALTANTES".

Os The Galarzas dão uma ajuda:


Um GNR.


Meliante.

Poema de Ni Cotinelli

RATA-TA-TA-TA-TA-TOUILLE!



I.
600 grammes d'aubergine,
200 grammes d'oignon,
1 kilogramme de courgette,
2 rouge poivron... Non!
1 jaune poivron.

700 grammes de tomate grappe,
3 gousses d'ail,
1 feuille de laurier,
1 pincée de sel...
grand comme le ciel.

1 branche de thym
7 cuiller à soupe...
d'huile...
d'olive...
poivre

II.
Pelez les oignons
et les gousses d'ail,
émincez les oignons,
hachez l'ail.

Lavez et essuyez
tous les autres légumes.
Tranchez les poivrons en quatre
et retirez les graines
et les membranes blanches.
Pelez les tomates,
coupez-les en quartiers
en retirant les graines.
Ôtez les extrémités
des courgettes et des aubergines.
Coupez tous les légumes
en petits morceaux.
Dans une poêle,
chauffez 2 cuillerées
à soupe d'huile,
faites-y revenir
les aubergines pendant
5 minutes.

Retirez-les
et gardez-les
en attente dans un plat.
Faites sauter courgettes
dans la poêle en ajoutant
1 cuillerée à soupe
d'huile.
Retirez-les
et procédez
de la même façon
avec les poivrons.
Dans une cocotte,
chauffez 3 cuillerées
à soupe d'huile,
faites-y revenir
les oignons
jusqu'à ce qu'ils soient
translucides.
Ajoutez les tomates en remuant.
Versez tous les légumes
déjà revenus
et laissez cuire,
sur feu vif,
5 minutes.

Mettez du thym
et du laurier.
Salez et poivrez.
Couvrez, baissez le feu
et laissez mijoter
30 minutes.

Ajoutez l'ail,
remuez,
rectifiez
l'assaisonnement
si nécessaire
et poursuivez
la cuisson
encore
10 minutes.

(by Ni Cotinelli, in Adapta-me a Verve [Antologia de Poemas Adaptados em Línguas Adoptadas], 2005)

21.2.06

Ólhóóó Oláááááá f'squinhoooo! Ó-lhááá batata frita! Ólhóépá!

Já era altura de pormos este negócio na sua devida ordem, por isso, o melhor é começarmos por sabermos a que dia estamos para então depois organizarmos os trabalhos, reuniões e prazos de entregas...

anual0506

O Romeiro romava 2ª

- Esta voz... esta voz! Romeiro, Romeiro! quem és tu?
- Sou o Cobrador do Fraque!
- Do fraque e dos oprimidos?

O Romeiro romava 1ª

- Esta voz... esta voz! Romeiro, Romeiro! quem és tu?
- Sou o cobrador da EDP e quero ler o contador!

La Mélissa du tour (...?!)

E foi aqui, não exactamente aqui, mas neste local...

A GGllrrrrnnn-rrrRRR do Dia

«AARRRRR RRRRRRRR RRNNNN NN NNHHHH

Aaaa aaaaarrrrr rrrrrrrr rrnnnn nn nnhhhh, aaaa aaaaa aaaa aaa uh aaa uh-aaaaaa aaaaRRRRRR HHH. Aaaa guhaaaa aaaaa uhaa aar rrrrnnn uhnnnn nnn uhnhh. aaaaa aaaa aaaa aaaaarrn nnhhhh, hurrnhhhh. UUUHHHGGG-rrrr!

(...) GGLL LLRRRR-rrrRRR! GGLL LLRRRR-rrrRRR! RRRRR aar GGllrrrrnnn uhnnnn! UUUHHHGGG-rrrrRRR! HHHüürrRRRRRRRRn hhhh! HHHurrRRRRR RRRn hhhh. UUUHHH GGG-rrrr!
»

(in UUUHHHGGG-rrrr!)

O meu Sonho .306

O meu sonho estava lá, eu sei que estava lá quando o deixei - tive que ir à cozinha ver do perú, que estava no forno há umas horas, sabe?, para o Natal... e quando voltei, ele tinha desaparecido, o meu sonho, ai, o meu sonho, o meu querido sonho, aaaiiii... ai... desapareceu... aaaiii...

20.2.06

O paradoxo não é para aqui chamado (ainda não chegou ao número da senha que ele tirou à entrada)

Sofro de uma valente obstipação já vai para cinco dias, esqueci-me de uma coisa que não consigo lembrar-me e logo agora que o Doutor Sousa de Alcabideche meteu férias.
Ainda esta noite hei-de partir uma unha ou cometer outra loucura qualquer.

O meu Sonho .305

O meu Sonho era ser um servente de olharapo.

Sr. Sócrates: o filme

Mr. Socrates

O biopic definitivo sobre o homem que começou como jogador de futebol no Brasil e subiu a pulso até se tornar um dos mais importantes filósofos da história da Humanidade. Este extraordinário épico conta-nos como um ex-futebolista barbudo e despenteado se tornou Primeiro-Ministro de Portugal e como acabou os seus dias pobre, ébrio e injustiçado na Grécia Antiga. Uma história maior que a vida num filme notável e arrebatador, agora em DVD!

Coisa ruim

Começa hoje...

Fantasporto 2006

...e se tudo correr bem, havemos de lá dar um saltinho.

19.2.06

"(...) e quando Fernam Gonçallvez e sua molher ouveram de partir da villa, pero pero pouco prazer tevesse, começou dizer que lhe chamassem as trombas pera tamger, dizendo a sua molher:
Andaa per aqui, boa dona, e hiremos balhamdo, vos e eu, a ssoom destas trombas; vos por maa puta velha, e eu por vilaão fodudo no cuu ca assi quisestes vos. Ou cantemos desta guisa, que será melhor:

Pois Maria baillou;
melhor era Portell e Villa Ruiva,
que nom Çafra e Segura,
tome o que ganou,
dona puta velha."

Fernão Lopes, Crónica de D. João I

Eu vi, pá...

...mas isso não interessa nada. Não, isto não é uma posta nem uma resposta.

E com a bandeira do Brasil também

Pronto, era só para dizer isto. Não, isto não é uma posta nem era para ser.

Descubra as diferenças (ou Portugal no coração e no braço e nas costas... [ou o nosso homem em Paris])

Alertados por um camarada para esta imagem...

...de um soldado de bandeira portuguesa ao braço, na série norte-americana Stargate Atlantis, achamos por bem replicar com esta...

...resgatada à revista francesa CinéLive e onde reparamos que Elijah Wood se passeia pelo filme Paris, je t'aime com uma bandeira portuguesa às costas. O ex-Frodo não terá muito ar de Fanã, mas ainda passa por um Zé Jacques ou um Jean-Paul da Silva...

(I wish I would have) Miss(ed) Saigon

Não querendo tirar o mérito (nem o trabalho) a ninguém nem sequer desconstruir um mito da cultura ocidental contemporânea, não posso no entanto deixar de deixar aqui um aviso urgente aos nossos mui e-stimados leitores: POR FAVOR, NÃO PERCAM TEMPO COM ISTO! Claro que posso estar enganado, louco ou confuso - afinal, o disparate esteve 10 anos em cena na Broadway e no West End (pensava eu que a coisa estava ao nível de Les Misérables). Mas a mim não me enganam mais... E fui eu perder um encontro de pigmeus para assistir a esta seca de três horas mal cantadas, mal ouvidas e mal sentadas - que só teve piada quando percebi que estava a ver um actor iraniano a fazer de yankee orgulhoso (irónico, no mínimo). Ó senhores, venha a nós o Lloyd Webber!

18.2.06

Diz que é hoje...

...a Primeira Grande Festa Pigmeia 2006. Nudge, nudge!

Mais um sáiter muito útil e necessário a os e-leitores e a toda a Galárzia descoberto graças à fantástica máquina de encontrar lixo e coisas boas dos The Galarzas.

valete copas

Arnold Schoenberg: Spielkarte (Herz Bube)

17.2.06

Num dos extremos da rua que Tânia percorreu duas vezes havia um ch....ºçfffffffffffffffffffffffffffffffffffffg,ld,
Porra dessclpem láa. Merd qu na~o vejo... espi rrrei enqunto mastigv amendoins eagora tenho o m onitor todo cagado de mod o que nõa se i se estou a excerver bem. ´E melhór dei xar essta historiapara depois.

Ainda mais cartoons do islão?

No mail de Galarza sem a necessidade do original

«AUTENTICO DOCUMENTOS SEM A NECESSIDADE DO ORIGINAL
* Certidão de nascimento.
* Identidade (RG)
* CPF
* Comprovante de residência.
* Contrato social e alterações.
******QUALQUER DOCUMENTO******
Tel.: (21) 8273-9124 - Dado
»

Mais cartoons do islão?

Jesus Christ Vampire Hunter

Ou de como, afinal, à sexta-feira se pode tocar em alguma carne...

Mais cartoons do islão

Jesus Christ Serial Rapist

Ou como à sexta-feira não se toca em carne.

Pet shop boys

A força da notícia



Transplantes hepáticos com dadores vivos
Transplantes hepáticos com dadores vivos
Transplantes hepáticos com dadores vivos
Transplantes hepáticos com dadores vivos
Transplantes hepáticos com dadores vivos
Transplantes hepáticos com dadores vivos
e
Transplantes hepáticos com dadores vivos

Se o Vasco Gonçalves não tem feito a puta da Nacionalização, vocês agora vendiam eram cornos e íam pagar dívidas do Estado com os impostos que pagam os muito empreendedores, cumpridores de seus encargos, empresários e empresas da nação.

«Governo ganha 2,4 mil milhões com privatizações

O Estado vai alienar, total ou parcialmente, posições em oito empresas portuguesas até 2007, o que lhe permitirá encaixar uma receita de 2,4 mil milhões de euros. Este dinheiro será todo canalizado para reduzir a dívida pública. Já este ano, e de acordo com o programa de privatizações (…)»

Diário de Notícias, 17/02/2006

Ren, Stimpy e o blog

Ó, meu, deus! Ele agora tem um blog. O John Kricfalusi, a mente tresloucada que criou The Ren & Stimpy Show e outras alarvidades, tem um blog. Um blog estúpido, és mesmo estúpido! Ó John, és mesmo meu amigo...

Ren, Stimpy & all kinds of stuff

16.2.06

«Nada na manga, Sr. Procurador»

Março, mês da Mulher? Ainda estamos na ressaca disto...

Scarlett Johansson & Keyra Knightley @ Vanity Fair, Março 2006

...e já estamos a ser bombardeados com isto:
Sharon Stone na Esquire...

Sharon Stone @ Esquire, Março 2006

Maria Sharapova na Sports Illustrated: Swimsuit Edition...

Maria Sharapova @ SI: Swimsuit Edition, Março 2006

Charlize Theron na Flaunt...

Charlize Theron @ Flaunt, Março 2006

e Natalie Portman na Vanity Fair...

Natalie Portman @ Vanity Fair, Março 2006

É que não há homem nem carteira nem revista nem blog nem deus que aguente...

Poema de São Valentão (no mail de Galarza)

«Subject: Fucking St.Valentine

What are you to do if you have bad erection? Especially
in the forthcoming Saint Valentines Day???
Don t worry, it is not the last of pea-time...
The most simple way is to visit our site, order the
medication and that is all you are to do!

Do not kill the clock!
»

FOTO EXCLUSIVA

Momento em que a Policia Judiciária apreende o Envelope Nove na redacção do "Consoada Expresso", ontem, no Pólo Norte. A operação foi silenciada, mas os The Galarzas denunciam-na!

E também pela liberdade

Casa Pia

A diferença é que uns, apesar de não respeitarem o critério de que jornalista não é notícia, têm razões para esta manchete. E de sobra.

.

Outros, falam da Casa Pia e, como sempre, confundem a malta. Eis outro bom exemplo de "Vamos votar AD". Se descobrir que as imagens são do Iraque, parabéns.

15.2.06

Uma pergunta no mail de Galarza

«AFINAL O PROF. CAVACO SILVA TAMBÉM É UM PENSIONISTA DE LUXO!

Actualmente, o Prof. Cavaco Silva recebe três pensões pagas pelo Estado, distribuídas da seguinte forma:

- 4.152 euros do Banco de Portugal;
- 2.328 euros da Universidade Nova de Lisboa;
- 2.876 euros por ter sido primeiro-ministro,

podendo acumulá-las com o Vencimento de P.R.!

Será que o Expresso, o Público, o Independente, o Correio da Manhã e o Diário de Notícias, que não abordaram este tema mas trataram os outros casos conhecidos elevando-os quase à categoria de escândalos, vão fazer o mesmo que fizeram com os outros?
»

Estado policial

A Policia Judiciária, juizes e procuradores do Ministério Público passaram esta manhã a incomodar dois jornalistas, por causa do famoso "Envelope 9", que guardava informações sobre os números de telefone sob vigilância no processo Casa Pia.

Joaquim Eduardo Oliveira e Jorge Van Krieken são dois profissionais sérios, competentes e que apenas fizeram aquilo que é pedido aos jornalistas: investigar, tentar saber a verdade e dá-la aos leitores.

A PJ, os magistrados e o Ministério Público aparentam uma cobardia atroz, demente de um Estado policial, que não sabe lidar com as suas liberdades, os seus riscos, as suas falhas, os seus engodos, as suas corrupções.

Joaquim Eduardo Oliveira e Jorge Van Krieken trataram informação e provaram, através de textos jornalísticos, que a investigação do processo Casa Pia é uma imbecilidade, mal conduzida, redutora, patética.

Agora, é tempo do Presidente da República vir indignar-se contra esta invasão policial contra quem ainda tenta regular as instituições. Agora, é tempo de o primeiro-ministro defender imediatamente a liberdade das pessoas - leitores, jornalistas. No fundo, concidadãos seus.

O que se passou é um perigoso indício de que quem disser a verdade incómoda está à mercê deste estado coercivo. A justiça acaba de se portar como o pior radical islâmico contra os cartoons de Maomé. A justiça acaba de atacar quem a critica. A justiça acaba de provar que não é cega, nem tem balança, mas usa a espada contra os que dizem que ela vai nua.

Jorge Van Krieken e Joaquim Eduardo Oliveira, dois profissionais com excelentes qualidades, um sénior e o outro um jornalista testado, são bons repórteres e honestos no seu trabalho. Os procuradores, as polícias e quem deixa que este medo se instale, não.

Pela indignação, pela imbecilidade e por esta sensação que tenho de me terem posto uma corda ao pescoço e os grilhões, contesto. E, pela primeira vez, assino.

Já chega de um país de bananas, com as liberdades a serem cortadas, com a economia corrupta. Basta.

JVA

Vida, morte e ressurreição de J.R. Cash

Walk The Line

Há vidas maiores que as histórias que delas restam para contar. Foi assim a vida de Johnny Cash. Felizmente, há filmes que sabem contar histórias sem quererem ser maiores do que a vida. É assim Walk The Line.

Os The Galarzas apresentam... o regresso do maior herói da TV de todos os tempos!

Ele é maior que o Knight Rider, que a A Team, que o Sandokan, que o Automan, que o Starbuck e o Apolo, que o Captain Kirk, que o Jack Bauer, que o Conan, que o Ministro das Silly Walks, que o Archie Bunker, que o Eng. Sousa Veloso... Ele está de volta! Está velho e gordo, mas está de volta. Ora meta-lhe lá o dedo no nariz e confirme:

14.2.06

Na guerra e no amor não existem cabanas onde não chova, ou: Proteja a saúde da batateira contra o míldio!

Antes que termine o
dia de São Valentim
São Valentim
cá vai uma música romântica
dedicada a todos os casais
apaixonados por essa Galárzia afora.

I Remember


Suicide, Suicide

Ai, o amor!

Em homenagem a todos os rapazes que durante o dia de hoje e ainda por esta hora andam pelas floristas e lojas de lingerie do Colombo, Vasco da Gama, Gaia Shopping e quejandos, aqui vos exponho a mamografia da minha tia avó Suzete, que ela mandou fazer da parte do Doutor Anacleto, antes dois meses de se passar e ir viver à beira do Hades com outros pecadores.
mamografia

Toda a verdade, mas toda a verdade mesmo, sobre Jack Bauer!



«Upon hearing that he was played by Kiefer Sutherland, Jack Bauer killed Sutherland. Jack Bauer gets played by no man.

If you wake up in the morning, it's because Jack Bauer spared your life.

Jack Bauer once forgot where he put his keys. He then spent the next half-hour torturing himself until he gave up the location of the keys.

1.6 billion Chinese are angry with Jack Bauer. Sounds like a fair fight.

Jack Bauer played Russian Roulette with a fully loaded gun and won.

If it tastes like chicken, looks like chicken, and feels like chicken, but Jack Bauer says its beef. Then it's fucking beef.

Jack Bauer is the leading cause of death in Middle Eastern men.

When Google can't find something, it asks Jack Bauer for help.

If Jack Bauer misspells a word, your dictionary is wrong.

Jesus died and rose from the dead in 3 days. It took Jack Bauer less than an hour. And he's done it twice.

Guns dont kill people, Jack Bauer kills people.

During the 18 months Jack Bauer was believed dead, CTU saved over $1 billion on ammunition.

Jack Bauer has been to Mars. Thats why theres no life on Mars.
»

[Mais factos absolutamente reais in Jack Bauer Facts.]

Campeonato nacional da língua portuguesa (ou as coisas que chegam ao mail de Galarza)

«Acreditamos seriamente que o rumo da banda se está a dedenir como nós sempre desejámos e atrabalhámos .
Deixamos aqui um abraço muito especial a todos aqueles que nunca deixáram de acreditar nos (
inserir nome da banda).
o Proximo album está quase pronto...
»

Descubra as diferenças

Cacho Castaña Roberto Carlos

Neste dia dos românticos incuráveis e outras lamechices cujo único propósito é a obtenção de sexo gratuito, os The Galarzas apresentam...

...A MAIS BONITA DECLARAÇÃO DE AMOR:

I (esburaquei o vidro do carro) U

Poema de Cacho Castaña

CAFÉ LA HUMEDAD

Humedad...
Llovizna y frío...
Mi aliento empaña
el vidrio azul del viejo bar.
No me pregunten si hace mucho que la espero:
un café que ya está frío y hace varios ceniceros.
Aunque sé que nunca llega
siempre que llueve voy corriendo hasta el café,
y sólo cuento con la compañía de un gato
que al cordón de mi zapato lo destroza con placer.

Café La Humedad, billar y reunión...
Sábado con trampas... ¡Qué linda función!
Yo solamente necesito agradecerte
la enseñanza de tus noches
que me alejan de la muerte.
Café La Humedad, billar y reunión...
Dominó con trampas. ¡Qué linda función!
Yo simplemente te agradezco las poesías
que la escuela de tus noches
le enseñaron a mis días.

Soledad de soltería... Son treinta
abriles ya cansados de soñar.
Por eso vuelvo hasta la esquina del boliche
a buscar la barra eterna de Gaona y Boyacá.
¡Ya son pocos los que quedan!
Vamos, muchachos, esta noche a recordar
una por una las hazañas de otros tiempos
y el recuerdo del boliche que llamamos La Humedad.

Cacho Castaña

13.2.06

Post scriptum

«Acho graça às homenagens / que me prestam, / excelente sinal de ilusões / que a eles restam; // sou tão humano quanto os outros, / com qualidades e defeitos / e mais as manhas que se escondem / em seus peitos; […] de nós nada mais deixamos / que vãs memórias, / só Deus é grande, só Deus é santo / e o demais histórias»


(citado pelo Diário de Notícias)

Poema de Agostinho da Silva

Sou marujo, mestre e monge
marujo de águas paradas
mas que levam os navios
às terras por mim sonhadas

Também sou mestre de escola
em que toda a gente cabe
se depois de estudar tudo
sentir bem que nada sabe

Mas nem terra ou mar me prendem
e para voar mais longe
do mosteiro que não houve
e não haja, me fiz monge

Agostinho da Silva

Que raio... a menina do gás não veio cá hoje deixar a bilha?

Pluma

Uma revolução por onda de choque (no mail de Galarza)

«IST EXPLICA ONDAS DE CHOQUE DAS EXPLOSÕES MAIS VIOLENTAS DO UNIVERSO

Lisboa, 13 de Fevereiro - O Grupo de Lasers e Plasmas (GoLP) do Instituto Superior Técnico (IST) demonstra a existência de ondas de choque ultra rápidas, com velocidade superior a Mach 100, no modelo teórico que acaba de ser publicado na mais prestigiada publicação científica no domínio da Física, a Physical Review Letters.
»

Uma revolução por pára-arranca (no mail de Galarza)

OU UMA PROPOSTA ALTERNATIVA PARA UM DIA DOS NAMORADOS DIFERENTE:

«PÁRA-ARRANCA AUMENTA EMISSÕES POLUENTES E CONSUMO DE COMBUSTÍVEL

Lisboa, 13 de Fevereiro - A situação de “pára-arranca” em congestionamento de tráfego tem um maior impacto nas emissões de poluentes atmosféricos e consumo de combustível conclui um estudo realizado no âmbito do mestrado em Transportes do Instituto Superior Técnico (IST) intitulada “Modelação de consumos e emissões de tráfego rodoviário em eixos congestionados” que é apresentado no dia 14 de Fevereiro em Lisboa.
»

Fogo amigo



«Cheney shoots fellow hunter in mishap on a Texas ranch

12.2.06

Todos nós temos um pouco de Cacho Castaña