14.1.06

Poema de Mestre Nestor Alvito

EFÉMERO
(em noite chuvosa de sexta-feira)


Não é o ser
substituível

Não é o ser
dispensável

O que chateia
é o ser
descartável

Não é o ter
que dar lugar

Não é o ter
que largar

O que chateia
é o ter
que acabar
assim

[in Coisas feitas de coisa nenhuma, Lisboa (ano incerto)]