30.6.05

A esquerda, esse mistério

Nunca demos aqui muita importancia a outros blogues, porque nunca nos levámos (nem levamos) muito a sério. Há lugares que gostamos, e eles sabem, há outros que não conhecemos, há outros onde passamos de fugida e uns que, definitivamente, não gostamos.
Ponto prévio feito.

Parece que o blog dos amigos do Bloco de Esquerda está em cisão. Revisas, neo-revisas, etc., deixaram de olhar para o mundo e passaram a olhar para dentro. Zangaram-se. Saiu "o Daniel".

O que temo na malta de esquerda é este incompativel desejo de fama e igualdade ao mesmo tempo. É coisa que não há. Apetece dizer, "deixem lá, rapazes, abram outro ao lado". Mas, de facto, olhando para a fulgurante e fugaz carreira desse interessante blog, fica para pensar quão acertada foi a escolha do nome. Senão vejamos:

"(...)
E a gente parada
fez orelhas moucas
que com falas dessas
as esperanças são poucas
mas quando o Barnabé cá chegou
quem tinha ouvidos ouviu
quem tinha pernas dançou
Que é que tem o Barnabé que é diferente dos outros?"

Falta de pernas? Ou de ouvidos?

Dieta dos 3 dias

1º Dia

Pequeno Almoço: Lingerie
Almoço: Um almofariz de bagas
Lanche: O ministro da Saúde e seus dichotes
Jantar: Uma fábrica de fogo-preso

2º Dia

Pequeno Almoço: Copa D, do 34 ao 38
Almoço: O pilão que restou do almoço
Lanche: Pássaros do Sul
Jantar: Meio bróculo, passado por Alcobaça

3º Dia

Pequeno Almoço: Alecrim (aos molhos)
Almoço: Uma checa ilegal
Lanche: Três orifícios de um passe-vitte
Jantar: Alheira

Dois anús!

Os nossos irmãos cagadoiros atribuiram-nos, no segundo aniversário desta beluga, o prémio Cagatório de Ouro. Nós, humildes The Galarzas, agradecemos emudecidamente o galardão com o roubo descarado desta prendinha...

Parabéns para ti e para a tua mãezinha, pá!

...uma velha amiga, personal favorite, para quem todos os elogios são parvos. Um Saravá com S Grande, pois!

Quadras soltas

O 1bigo mudou de ares, está diferente, mais leve. Parabéns, pá!

As Terras do Nunca fizeram dois anos há dias e nós nem os parabéns lhes demos. Pôrra, pá! Parabéns, pois!
[ADENDA 1: E para a forma do Jazz, idem aspas.
ADENDA 2: E para tantos outréns, igualmente...]


O Barnabé fecha as portas no domingo, depois de pública cisão, angústia divulgada e enterro anunciado. Pôrra, pois. E... parabéns...?

A Senha

A senha para hoje é:

pelça pela ne

O meu Sonho .273

O meu Sonho era ter um galinheiro do tamanho de Alcanena.

A mentira

Hoje, ainda por cima, deram-me os bons dias

Grande Aniversário Galarza

Arrancam agora as festividades do GAG - o Grande Aniversário Galarza. A festa é romba e tem a duração de quatro dias: até ao próximo domingo, todos os amigos, e-leitores e vizinhos dos The Galarzas estão convidados a dar um saltinho ao altar da nossa festa, no Pavilhão 4 da FIL.

Amanhã à noite, o GAG vai ser abrilhantado pela actuação de uma banda cá do bairro, que promete um recital trovadoresco cheio de alegria e danças tradicionais.

A festa está a começar! Não sejam tímidos. Apareçam, pá!

105

«Como não pode haver dignidade se não houver liberdade, naturalmente que eu lutei pela liberdade.»

Emídio, Guerreiro

Vivam os

The Galarzas

Merda para nós e Licor Beirão para toda a gente!

No princípio era a verve

The Galarzas are coming soon

Este será em breve o blog oficial dos The Galarzas - conjunto poetico-musical de sabor a licor de mentol, condimentado e consensual, composto por Primo Galarza, Terceiro Galarza, Quarto Galarza, Quinto Galarza, Cesto Galarza e Maestro Tilo Crassman. Em breve, The Galarzas terão aqui o seu poiso. Por enquanto, estão a aproveitar o sol...

O meu Sonho .272

O meu Sonho não tenho.

Nota Universal

Os The Galarzas perfazem hoje dois anos de casados. Estamos à espera das vossas prendas.
Queremos bens materiais.
Ou insultos, que de pessoas devotadas e já de si prendadas como os nossos y-leitores tudo se espera. É uma turma muito eclética e surpreendente. Mas, uma vez por outra, preferimos o materialismo.
Para a gente se lembrar dos amigos até temos cá em casa uma galeria de pequenos mementos, que muito nos emociona e embala.
As senhoras podem mandar auto-retratos.

Obrigados pelos Alvaiázeres e pelo caldo verde.

A canalha continua!

Spamalot!

Entre o Céu e o Inferno, está o naipe Magic The Gathering, versão Monty Python!

Minister of Silly WalksThe Spanish InquisitionLumberjackThe Meaning of Life

Há um novo Antro Comercial cá no bairro!

Foi recentemente inaugurado um novo antro comercial cá no bairro. O simpático estabelecimento chama-se D-Mail e parece que é a primeira loja em Portugal de uma cadeia italiana. E como diz a minha modista, "se é de Itália, é de imitá-li-a".

Neste antro arejado e convidativo, há uma extensa e variada lista de produtos típicos e tradicionais. Entre os béste-sélares da casa contam-se, por exemplo, a estatueta Papa-muda-cor, o espanta-roedores vibratório, a raquete anti-insectos, o cinto-de-segurança para cães, o alargador de calças, o porta-gravatas electrónico, o suporte para secador, a bracelete anti-ressono, o chapéu-de-chuva para dois, o jogo de futebol de dedo, ou os binóculos com rádio.

O novo antro comercial cá do bairro também pensou nos clientes mais difíceis. Para esses, há um catálogo infalível, de onde se destacam o invejável vibro-massajador, o belíssimo anel vibrante e a luminosa poltrona sensual insuflável.

Digam lá se o novo antro comercial cá do bairro não é do melhor que há, hã?

Dois anos!

29.6.05

A Posta do Dia

«Pequenas Causas

Na próxima vez em que tiver algum problema com alguma loja, já sei: sai muito mais em conta meter um tijolaço na vitrine do que perder tempo entrando na Justiça.»

[in Entre os Cátaros]

PUB

Pede-nos colectividade amiga de reconhecido mérito cultural, analógico e dentífrico que divulguemos o seguinte comunicado, cuja responsabilidade é declinada pela própria:

«O NAC (Núcleo do Âmago do Cerne) faz saber aos seus associados, simpatizantes e inimigos figadais que a primeira assembleia geral terá lugar em breve, à hora habitual e no local costumeiro.
Serão discutidos vários assuntos prementes, passíveis de serem reduzidos a um único, o âmago da questão, tal como se explana nos estatutos do NAC, artigo único, parágrafo único.
O sócio nº1, e também o último, presidirá à sessão.
Contamos com a sua participação entusiástica, advertindo no entanto que a lotação da sala é limitada a uma pessoa

Será que hoje é dia 1 de Abril no reino?

«Elsa Raposo candidata à Câmara de Cascais»!

- diz a manchete do 24horas de hoje... Lá dentro, seguem os pormenores:

«Gonçalo da Câmara Pereira convida Elsa Raposo para Câmara de Cascais. (...) O fadista [e ex-colega de Elsa Raposo na 'Quinta das Celebridades'] vê grandes qualidades na ex-apreesentadora do 'Sexappeal' e, por isso, fez-lhe uma proposta irrecusável: ser a cabeça de lista do PPM para a Câmara Municipal de Cascais. Elsa Raposo aceitou de imediato e foi viajar com a papelada já assinada. Se na reunião de hoje o partido a aceitar, ela vai ter de fazer frente a António Capucho.»

Quem disse que os monárquicos não tinham sentido de humor?

A de Hoje

A música para hoje foi recomendada pela tia Antónia, parteira lá da minha aldeia, mulher experiente, que pôs no mundo a quase todos de quatro ou cinco gerações lá na freguesia.
O disco que a veneranda senhora me manda ouvir é este: All The Pretty Little Horses (The Inmost Light), obra dos senhores Current 93, que são estrangeiros, mas sabem fazer bonitas melodias.

Com a verdade me enganas, com a mentira me seduzes, com as fotos me deixas a babar...

Dizem-nos que é modelo, que se chama Ana Filipa, que é a nova aquisição da Central Models e - esta é que nos seduziu - que é fã dos Galarzas. Provavelmente, fomos enganados e alguém se está a rebolar a rir às gargalhadas num gozo farfalhudo, mas... who cares, menina gira é menina gira e fica sempre bem nesta beluga.



PS: Por acaso ninguém tem o número de telefone da menina, não? Era só para confirmar, mais nada... Só para... confirmar. A sério!

28.6.05

Seio é Saúde!

«Contemplar o peito das mulheres, é bom para a saúde dos homens e ajuda-os a viver mais tempo.»

«(...) olhar fixamente todos os dias, durante 10 minutos, para os peitos de uma mulher, é tão benéfico como uma boa meia-hora de exercícios físicos.»

«(...) todos os que aproveitaram o espectáculo entusiasmante e diário de belos seios femininos, sofriam menos de doenças cardio-vasculares e tinham menos problemas de hipertensão do que os que não olharam para os seios todos os dias.»

«A excitação sexual aumenta a frequência cardíaca, e é benéfica para a circulação do sangue.»

«(...) com tal prática diária, os homens podem aumentar a esperança de vida em pelo menos 5 anos.»

Palavra de Júlio Machado Vaz?

Contemplar o peito das mulheres é bom para a saúde dos homens e ajuda-os a viver mais tempo

É bem!

O ministro Alberto Costa declarou, entre outras coisas, o fim dos baldes higiénicos nas prisões portuguesas.

É bem! Há mais de dois anos que nenhum ministro declarava o fim dos baldes higiénicos das prisões.

O meu Sonho .271

O meu Sonho era ter um loureiro de onde não saíssem coroas.

Dúvida II

E se for um do Museu dos Coches, rosnará «ó filho, vais de carrinho»?

Dúvida

Quando um funcionário do Museu do Prado se zanga com outro, será que lhe diz «vai pastar»?

O meu Sonho .270

O meu sonho é ter um talho junto ao prado.

27.6.05

Receita da Avó

Recomendada pela minha avó, que toda a vida viveu no campo, que conhece bem a medicina tradicional e as virtudes da vida natural, biológica, esta musiquinha para terminar o dia:
Negativland - FAIR USE: THE STORY OF THE LETTER U AND THE NUMERAL 2.

Pedido de Ajuda

Aos amigos, irmãos e conhecidos de mim. Perdão! Eu.

Fariam vossas excelências o favor, se for possível, de me recordarem se eu sou hetero ou homossexual?
O caso é que a última vez que tive um rencontro sexual com outra pessoa já se passou há tanto tempo, que não tenho bem a certeza, e se um dia destes conhecer alguém que esteja interessado nessas práticas comigo, convinha-me estar mais ou menos informado, até para poder decidir do meu interesse pela coisa.

Desde já agradecido pelo esclarecimento que me prestareis, sem dúvida, muito vosso reconhecido:

Este senhor não faz a mínima ideia, pois não?

Prémio Fora de Jogo:
«A minha vantagem é ser um outsider. Tenho a noção do ridículo e sei o que é importante ou não. Percebo a diferença entre um disco que vende dois exemplares e um que vende dez mil.»

Prémio Espetadinha Mista com Todos:
«Não se pode passar ao lado de fenómenos como os góticos, hip-hop, da cultura MTV.»

Prémio "Oub'lá qu'é que 'tás a fazer?":
«Vamos tentar ter sempre o contraponto entre as gerações mais velhas e as mais jovens. Um confronto entre o "Ya man!" e o "Tá-se bem!".»

- Vítor Raínho, da Única para o Blitz, ao DN.

O Fim de uma Era

Dentro de três dias, esta beluga fará dois anos de existimento. Curiosamente, é nesta altura de celebração e festividade que a porca torce o rabo e (terá sido a vingança dos Gonzagas?) nos dá cabo do template, que era também imagem de marca e símbolo da semp'eterna decadência desta casa. Hoje, o verde é mais pálido... como os nossos corações... O template morreu, viva o template!

É Doente

A doença é uma coisa doentia, seja ela qual for. Por isso, a partir de hoje, os saudáveis que adoeçam sózinhos. Eu sou sou uma pessoa um pouco doente e não posso dar-me ao luxo de adoecer.

26.6.05

A luta contra os filhos da luta contra os filhos da

Um impedimento técnico impede-nos de continuar a transmitir com o receptor laranja e verde. Por isso, mudámos para este, de Monsanto. Salvou-se a cabeça, que é coisa que se perde amiúde.

A todos,

Lá em baixo...

...está o tiroliroliro!

Insulto de Médio Alcance

- Não mereces nem um grama do gás de Auschwitz!

A Última

4 6 11 18 19 43 + 35

Falhámos todos os números do Totoloto, mas juramos que que foi a última vez.

O bife ou a vida!

«É o bife que nos faz correr.
Vivemos em função do bife.
Criamos a pensar no bife.
»

Até aqui, tudo bem - será o novo anúncio da Portugália (eles até têm uns anúncios giros...)? Mas depois...

«No mundo em que vivemos não gostar, simplesmente, do bife, transforma qualquer homem num perigoso subversivo.
A abater.
»

Hmmm... Não faço ideia de onde é que isto vem, mas, pelo sim, pelo não, acho que esta noite vou comer um bife...

25.6.05

E o pensamento mais alegre do dia é:

Cortei as unhas dos pés.

Conformado

Confirma-se: esta beluga está tonta que nem uma barata...

A todos os nossos e-leitores - ou pelo menos aos poucos que restam -, apresentamos as nossas mais indevidas escusas, os nossos mais sortidos pedidos de desculpas e envólucros de banal arrependimento. Nada mais há a fazer...

Confirmado!

Acabo de voltar do Alentejo e confirmei-o in loco: a seca é mesmo verdadeira. Só falta agora virem para os jornais dizer que foi uma invenção, tal como fizeram com o arrastão na praia de Carcavelos.

O meu Sonho .269

O meu Sonho era uma partida de xadrez mundial, jogada no tabuleiro das Bolas de Berlin.

24.6.05

Hoje estou Greta Garbo

E se de repente...

...Alguém lhe oferecer Galarzas, isso é: Um Insulto!

Porque já é sexta-feira, porque está calor, porque a gasolina está mais cara, porque o país está a arder, porque o Blogger está louco e o país está mouco, porque sim, porque não?

blá blá blá blah blhaaah...

A noite dos Objectos Voadores Não Intencionais

Bem sabemos que hoje é o Dia Mundial do OVNI, mas não havia necessidade desta beluga ter sido transformada por mãos alheias numa coisa extra-terrena! Os senhores marcianos importam-se de voltar a colocar a nossa humilde tertúlia nos conformes, se faz favor? É que daqui a pouco já não tenho mais nada para transformar em objecto voador não intencional e mandar contra a parede, que a esta hora já parece a superfície lunar...

23.6.05

Poema de Mestre Nestor Alvito

Conjugação do verbo querer

O que quer que se passe
É passado, é passado
O que quer que se tente
É pecado, é pecado

O que quer que se queira
É marado, é marado
O que quer que se tenha
É roubado, é roubado

O que quer que se ganhe
É malvado, é malvado
O que quer que se perca
É achado, é achado

O que quer que se diga
É forçado, é forçado
O que quer que se faça
É culpado, é culpado

O que quer que assim seja
É assim, é assado

(in Travessa do Ferragial, edição de autor, 1979)

Greve

A partir deste momento encontro-me em estado de greve por tempo indeterminado, ou interminável, conforme mais convenha à amável clientela e ao meu muito estimado patronato.

Sou uma pessoa de uma certa idade, tenho doenças e problemas de saúde que me apoquentam, sou um assalariado, por isso, agora vou deitar-me com os pés para cima, uma compressa sobre a testa e uma pequena dose de um bem experimentado produto da moderna farmacopeia no estômago.

Já não sei se é greve ou se é grave! Seja o que fôr, isto com um pinguinho de gasolina ía bem melhor, mas já me faltam forças e coragem para o abastecimento.

À grande e à francesa

Ao mail de Galarza chegou a seguinte histórinha, que aqui replicamos, para que os portugueses ao volante aprendam a lição de um francês guiador...

«Argumentação de um francês que foi apanhado a 250 Km/h numa estrada onde o limite era de 70:

Sr. Dr. Juiz.

Confirmo que vi na estrada a marca 70 em números negros inscritos num círculo vermelho, sem qualquer informação de unidades.

Ora como sabe, a Lei de 4 de Julho de 1837 torna obrigatório em França o Sistema Métrico, e o Decreto 65-501 de 3 de Maio de 1961, modificado de acordo com as directivas europeias, define, COMO UNIDADE DE BASE LEGAL, as unidades do Sistema Internacional, SI. Poderá confirmar tudo isso no site do Governo.

Ora, no Sistema SI, a unidade de comprimento é o "Metro", e a unidade de tempo é o "Segundo". Torna-se portanto evidente que a unidade de Velocidade é o "Metro por Segundo". Não me passaria pela cabeça que o Ministério aplicasse uma unidade diferente.

Assim sendo, os 70 Metros por Segundo correspondem exactamente a 252 Km/h. A Polícia afirma que me cronometrou a 250 Km/h o que eu não contesto. Circulava portanto 2 Km/h abaixo do limite permitido.

Esperando a aceitação dos meus argumentos,
de Va. Exa.,
(assinatura ilegível)
»

[Mais uma com os cumprimentos da canalhada do costume.]

Lembrança de Natal

Vieira. Um bom pai de família

Viva o Vieira!
Porque um bom pai de família
leva os filhotes à feira...

Maria Albertina, ass-style

Keyra Augustina

Keyra Augustina deixa que eu te diga
Ah... Keyra Augustina deixa que eu te diga

Essa tua bunda eu sei que é um espanto
Não é cá da terra mas tem, tem muito encanto
Essa tua bunda eu sei que é um espanto
Não é cá da terra mas tem, tem muito encanto

Keyra Augustina como foste nessa
De mostrar à bessa a tua bundinha?
Keyra Augustina como foste nessa
De mostrar à bessa a tua bundinha?

Que é bem cheiinha e muito moreninha
Que é bem cheiinha e muito moreninha
Que é bem cheiinha e muito moreninha
Ai Keyra Augustina...

22.6.05

O Men's Som

Este é produto que nos faltava conhecer e que nos falta ver à venda no mercado nacional. Se bem que por cá devem haver poucos cidadãos que reconheçam que precisam dele, até porque é uma coisa que sabemos fazer muito bem pelos métodos artesanais, passados de geração em geração, dos nossos egrégios avós, para os nossos hamburguéres netinhos.



Mas se não acredita em nós, veja com os seus próprios olhos o filmezinho promocional que explica todas as virtudes do Men's Som.

E Você?

Já experimentou...
Gasolina Frapé?

A última tendência da cozinha internacional. Peça-a nas casas que exibam este símbolo.

À Bancarrota, Já!

Acabo de ler a factura da conta de internet e de descobrir que o custo aumentou 0,07€ graças à Taxa Municipal de Direitos de Passagem.
Não se ria, que isto das novas taxas e impostos ainda agora está a começar.
Mas estes filhos da puta dos senhores eleitos para a merda da chulice aqui da minha zona não sabem, ou fingem que não sabem, que o município não pagou um tostão sequer do alcatrão cá da rua, nem do bairro inteiro, nem dos bairros à volta. Será que tenho o direito a aplicar também uma taxa cada vez que a merda da camionete do lixo, ou carregada com inúteis da câmara, passam por cima do alcatrão que eu paguei?

Esta merda está a ficar cheia de chulos e já falta pouco para pagarmos taxa sobre a respiração.

Espero que o país vá rápidamente para a falência absoluta, que não haja mais nada a fazer senão entregar isto de uma vez aos alemães, ou aos suecos para gerirem a cangalhada toda. Pode ser que se aproveite qualquer coisa.

Sampaio

O homem tem razão. A banca é calculista e cobardolas. Empresta para a casa porque pode vir buscar a casa, mas não empresta para o "risco", porque já não pode vir buscar o "risco".

Quem quiser discutir isto está a fugir a duas coisas: ao código genético da banca e, ainda, à liberdade que o PR deve possuir para falar ao povo sem ser em português encriptado.

Há causas que vêm por bem

Já aqui o suspirei: ah, o mail e as coisas que nele vêm... Ora nos entretantos, recebemos um outro mailinho que nos deixou aberta a boca. Dissequemos pois a epístola (naturalmente, os nomes foram alterados para discrição da remetente e segurança dos destinatários):

«Olá eu sou a Maria Albertina, manequim da Juvenil Modas e venho pedir a vossa ajuda para uma boa causa, na defesa dos direitos dos animais.

No dia
troca-o-passo do mês tal às tantas-horas-e-meia vai-se realizar na Casa da Chica, em Viriatos de Baixo e com o apoio da Bestial Radical, uma campanha de adopção e contra o abandono dos animais. Como sabem o abandono de animais é um grave problema nos dias que correm. Nesta altura os canis encontram-se sobre lotados, estão em condições deploráveis e representam um atentado aos direitos dos animais. Nesta próxima campanha, os animais serão provenientes do canil Regional de Alijó
aguardando em sofrimento um fim cruel se não forem adoptados.

Neste evento vão estar presentes várias figuras públicas de áreas como a moda e televisão. Agradecia a vossa presença para nos ajudarem a divulgar este atentado contra os direitos e dignidade dos animais.

Os animais agradecem!
»

Até aqui, tudo muito bem, certo e apoiado. Mas... porque é que a moça (ou quem quer que tenha enviado o dito mail por ela) anexou uma foto sua em tamanho gigântico? Não é que a moça não seja gira (longe disso, senhores, muito longe disso). Mas em que é que isso nos sensibiliza para a causa? Sinceramente, a mim sensibilizou-me foi para outra causa... É pena é o Google não a conhecer tão bem...

O meu Sonho .268

O meu Sonho era arrastar um comboio por toda a linha de Sintra.

Incêndios

Começou a época de incêndios!
O Governo já tomou a primeira medida: aumentar o preço da gasolina, o "combustível" favorito dos incendiários portugueses, de modo a tornar a vida mais difícil a todos estes.

Apertar o cinto? Aumentar a produção? Fazer greve? Onde é que eu já ouvi isto?

VOCÊ É UM HOMEM LIVRE?
(Aurélio Malva)

Você é um homem "livre"
Aumente a produção
Sorria a trabalhar
Engorde o seu patrão

Você é um homem bom
Não pare, seja leve
Trabalhe sem parar
Não pode fazer greve

Você é uma máquina
Não pode respirar
Se quarenta recebe
Oitenta tem que dar

Você não é um homem
Só sabe dizer "sim"
Se não cerrar os punhos
Vai ter um lindo fim

[Lado B do single Aos Domingos Vou À Bola, dos Manifesto, editado algures entre 1981 e 1982 e reencontrado numa santa-beluga.]

21.6.05

Poema de: Idálio Juvino

Solstício de verão

Quero ver o solstício
brilhar fogoso e fulvo,
entre o teu frontispício.
Ficar de olhar turvo

a tomar-te o pulso,
vendo o suave movimento
no teu coração convulso,
sem nenhum estremecimento.

Idálio Juvino, Archotes de Caramelo, Editora Pluviosa Grande, Alenquer 1986

Nem tudo o que parece é...

Ah, o mail... e os mails que recebemos na caixa postal eléctrica, com gentis musas despidas ou despindo-se vagarosamente, para nosso bel prazer e inspiração...

Ah, o mail... e os subjects indiscretos para nossa tentação («uma menina gira», «olha que duas!», «gémeas at it», ou os meus preferidos «a scarlett, a scarlett» e «angeliiiiiinaaaa!!!»)...

Ah, o mail... e as surpresas que nele surgem... Como hoje: em que chegou um mail com um subject sujestivo, com sujestivo nome de mulher. Lá dentro, seis ícones de fotos prontas a clicar. Hummm... Será uma nova musa escandinva? Uma coelhinha desconhecida? Uma brasuca de nome exótico e ensaio saboroso? Uma nova e luminosa descoberta internética? Que será, deus meu? Que mil tormentas me elevam a curiosidade e me esperam ao clicar do rato?

Ah, o mail... e as desilusões, senhor, as desilusões... Pois era uma senhora vestida, tão vestida como o mais frio dos invernos... E tão desejada como o mais arrepiante dos baldes gelados escorrendo pelas costas quentes... Para que é que um homem quer seis fotos de uma mulher assim tão vestida?! Ah, é trabalho... sorry...

Desculpe, importa-se de repetir?

Entretanto, no mail de Galarza
(ou Poema-em-Prosa de Tiberius Erectus):


«Rock hard in 20 minutes

shari pr hyde rn alizarin yl bundoora xo fume lqm attune jcc lockian vn beginner rb
hinduism bbh aerogene zq juan ll lethargy un nominee kl submit ny
imperial hhe deprave jds johansen wko evanescent imf
no

Tiberius Erectus
»

E se um septuagenário lhe oferecer um cartaz?

Será o Vasco Vieira de Almeida?

20.6.05

Vivan Los Gonzagas!

No nos moverán! Volverémos con toda nuestra fuerza para repor la normalidad en esta belo@%ddddd,~sfº a(O&)$... No nos moverán! NO NOS MOVE:@;J#KTYª)Q7a r+´Aº0... Ui!

Num blogue que nos chama chefe...

"Ovário precisa-se

Agradeço a quem tenha a amabilidade ou a possibilidade de me auxiliar. Um ovário, vá lá... é uma coisa quem ocupa muito espaço!

uma falopiana desesperada
"

Rasputine

Rasputin não tinha barba,
ou melhor, era postiça,
enganou-nos bem a todos,
o rito esvai-se na missa.

Rasputin glabro era,
pelos presos por cordel,
a sua fama megera,
vai-se a ver, e era mel.

Óscar Machico, in «Segunda estepe a contar da esquerda», Editorial Urso A Pular, 1990

Reclamações?

Se você acha que a posta posterior é estúpida, ou mesmo muito estúpida, reclame para a caixa de correio eléctrica, ou mande-nos uma pior.
Não se acanhe! O Quinto hoje esteve com a dona Bibian Norai.

Dietas

A Estética Gustativa

Há quem prefira morangos, lascivos; os pêssegos, langorosos; as maçãs, princípio de todos os pecados; os limões, irascíveis; as bananas, apelativo directo; as amoras, doce fervilhante; as uvas, provocação irrepreensível...
Eu prefiro o grão guisado com toucinho. É fruta que está sempre na época certa.

Biste-la?

Esta tarde, este Galarza cruzou-se com esta senhora. Foi assim de levezinho, muito pela rama... mas foi tão bom, não foi?

O irrelevante ministro da saúde diz...



TSF: "O ministro da Saúde considera «irrelevante» que existam 224 mil doentes em lista de espera para uma cirurgia. Correia de Campos defende que o mais importante é saber se é possível diminuir o tempo que os doentes aguardam por uma intervenção cirúrgica."

Porque se não, mais vale que se inscrevam já nos cangalheiros. E aí, mal por mal, também é irrelevante. Aliás, é basicamente tudo irrelevante, a não ser a imbecilidade do Correia de Campos.

Isso, senhor ministro, é relevante. Porque quem paga a sua bestialidade somos nós, os irrelevantes das listas de espera, dos IRS, dos contratos a prazo...

Ai que bonito

O regresso ao trabalho é sempre uma coisa bonita. Quando comecei, finalmente, a interiorizar as curtas férias, tocou o despertador... Depois, em apenas algumas horas, desapareceram todos os resquícios de descanso físico e relaxamento mental que acumulei em uma semana. Ao menos, os Gonzaguinhas foram vencidos! Mas acho que preciso de umas férias...

Mais uma criação de The Galarzas

streia-se CASA DOS 30, blogue para os gajos de 65 a 75:

"A segunda-feira

Hoje quando chegar, munido da serra eléctrica, subo ao terceiro andar, corto o pescoço ao patrão. Depois, dou uma grande gargalhada e passo nos Recursos Hidricos para levantar um cheque de duzentos mil contos. Saio da empresa sob fortes aplausos, inclusivé da polícia e dos juizes, que..."

19.6.05

Lema gamado

«Os domingos são como os bifes. Gosto deles sem sangue e bem passados.»

surripiado sem dó nem ré ao senhor Statler desta casa

A Lívio

É com enorme alívio, satisfação e, porque não escrevê-lo, soluços e noite por dormir, que a congregação Galárzica (Vivam! Sempre! Chamusca!) pode enfim regressar à verde alcatifa, imagem de marca desta berlenga. Esse bando de meliantes analfabetos que dava pelo nome de Los Gonzagas, além de um péssimo gosto cromático, idolatrava uísque marado. Só por isso, merecem a pena sentenciada: cócegas nos sovacos até à exaustão.

Frase ouvida (por alguém) na rua a um concerteza enorme democrata

«Eles que voltem para a terra deles, que não estão prontos para a democracia».

Tiago Terceiro

O nosso orgulho - O nosso português -
O nosso melhor - O nosso máior:

Formula One


No GP deste fim-de-semana apenas seis carros partiram. Os outros tinham maus pneus. E eu que ainda me lembro do Keke, do Gilles, do Senna, bem, dos pilotos...

Comunicado Laxativo

The Galarzas exultam.
Retomámos finalmente o controle da casa mãe.
Isto somos nós livres do jugo dos filhos da puta que andaram a riscar-nos os narizes com o lápis azul da censura e da inveja e da cupidez.
Infelizmente ainda não estamos de na posse de todas as nossas faculdades (prolblemas técnicos aos quais somos compeltamente alheios, sabem).

Entretanto, aí vai um elo de ligação para o novo blog dos nossos primos, antigamente conhecidos por Zés. Qualidade, categoria, arte e bom gosto ao serviço das pátrias.

Agora que isto já está quase de volta ao normal, já me posso dar ao luxo de tomar o meu bom laxante.

Puesta Matinal

Coño que me enganei! Tengo el relógio adiantado, buelas...

18.6.05

A ressaca (manifesto de resistência)

Antes muerta que sencilla
(de Maria Isabel)

El pintalabios, toque de rimel
Moldeador como una artista de cine
Peluquería, crema hidradante
Y maquillaje que es belleza al instante
Abrid la puerta que nos vamos pa'la calle
Que a quién le importa lo que digan por ahí

Antes muerta que sencilla,
ay que sencilla, ay que sencilla
Antes muerta que sencilla,
ay que sencilla, ay que sencilla

Y es la verdad porque somos así
Nos gusta ir a la moda, que nos gusta presumir
Que más nos da que digas tu de mí
De Londres, de Milán, de San Francisco o de París

Y hemos venido a bailar
Para reir y disfrutar
Después de tanto y tanto trabajar
Que a veces las mujeres necesitan
Una poquita, una poquita, una poquita, una poquita libertad

Muchos potajes de los de antes
Por eso yo me muevo así con mucho arte
Y sí algún novio se me pone por delante
Le bailo un rato
Y una gotitas de Chanel nº 4
¡Que és más barato!
Que a quién le importa lo que digan por ahí

Antes muerta que sencilla,
ay que sencilla, ay que sencilla
Antes muerta que sencilla,
ay que sencilla, ay que sencilla

Y es la verdad porque somos así
Nos gusta ir a la moda, que nos gusta presumir
Que más nos da que digas tu de mí
De Londres, de Milán, de San Fransisco o de París

Y hemos venido a bailar
Para reir y disfrutar
Después de tanto y tanto estudiar
Que a veces las mujeres necesitan
Una poquita, una poquita, una poqui...

Y hemos venido a bailar
Para reir y disfrutar
Después de tanto y tanto trabajar
Que a veces las mujeres necesitan
Una poquita, una poquita, una poquita, una poquita libertad

Antes muerta que sencilla,
ay que sencilla, ay que sencilla
Antes muerta que sencilla,
ay que sencilla, ay que sencilla


(Tradução: Find your grail, pôrra!)

AVISO

Esta beloga es completamente sequestrada! Que vivan los Gonzagas!

17.6.05

Comunicado encontrado numa tigela

Foi há apenas algumas horas que este Galarza (ainda livre da tortura de Los Gonzagas) se deparou com um comunicado escondido na costumeira tigela da sopa e que aqui partilha para que todos saibam a verdade, toda a verdade, sobre o mal que assaltou o blog dos The Galarzas. O comunicado que se segue é da inteira responsabilidade do abaixo-assinado. Atenção, que a linguagem usada no comunicado (que, com toda a certeza, não pretendia ser tornado público) não é a mais educada:

«Caríssimo coño Quinto Galarza,

te avisamos que te vas a quitar en breve. Chegastes tiarde, pero mucho a tiempo de levares con la medida de lo costume, coño! Que nosostros somos los temíbeles Gonzagas. E tu eres solo un Galarza, no? Pues en breve te vas a quitar, coño. E despues, conquistaremos este beloga nojenta! E despues, la blogosfiera portuguesa! E despues, el Abrupto... bien, el Abrupto no... que eres demasiado tonto... despues, el mundo! Si, despues LOS GONZAGAS CONQUISTARÁN EL MUNDO, AH AH AH! E vosostros no nos moveran! NO NOS MOVERAN! AH AH AH AH AH!

Atenciosamente,
Quiche Gonzaga
»

Poema

Há vinte camaradas

Há vinte camaradas,
amanhã há vinte e um,
depois de amanhã vinte e dois
vinte e três um dia depois

A coisa 'tá Grimm

Falhado que parece ter sido o plano anterior, eis-nos tentados a pedir a ajuda dos irmãos Grimm, para nos livrarem destes Gonzagas que nos agrilhoaram a beluga! Assim como assim, as criaturas do Mestre Gilliam estão quase a chegar...

16.6.05

Aviso aos terroristas

Atentem nesta história e saibam o que vos aguarda, canalhas!

Vivam os The Galarzas e o seu prócere

Presidente do Comité Lateral, Ditador Vitalício!

O meu pesadelo #1

O meu pesadelo era a Metafísica Transcendental.

Milibar Gonzaga
autor, educador e pocilga

Comunicado revolucionário a 33 por minuto

Os Los Gonzagas fazem saber, aos populares e impopulares em geral, que a partir deste momento:

1. Terão que ceder um terço das filhas em idade casadoira, ou ajuntadoira, ou concubinante, para efeitos de recreação, reprodução, troca de afectos genuínos e discussão dos Prolegómenos a toda a física presente e futura.

2. Todos os maiores de 95 anos cujo nome comece pela letra Y e acabe em X sofrerão a pena de exílio, degredo, deportação sem recurso e expulsão imediata, sem direito a subsídio no passe L123.

3. As moscas varejeiras estão abolidas.

O tesoureiro, massagista e endocrinologista,

Contra os Gonzagas, marchar, marchar!

Os poucos Galarzas que ainda não estão sob o domínio de Los Gonzagas, nomeadamente eu, tomaram uma decisão fatal! A situação é difícil e pede decisões fatais. Sendo assim, tomámos a decisão - repetimos: fatal! - de obrigar Los Gonzagas a ouvir repetidamente este disco:

O Grande Pepino Verde de Marijke Boon

Acreditem, caros e esperançados e-leitores: apesar da capa pop e da hilariedade geral, é um árduo labor ouvir de uma ponta à outra o álbum Een Lange Groene Konkommer, da holandesa Marijke Boon. É um árduo labor... Esperamos que assim seja reposta a normalidade neste beluga pacífica e pacienta.

Passaremos!

Apesar das ameaças infantis daqueles que já estão no seu estertor, ainda controlamos a baiúca do azorrague.
A intimidação pueril já não consegue senão provocar um esgar de indiferença nos olhos de Los Gonzagas.
Este Quarto é ainda meu prisioneiro. Estamos prestes a tornar as obsoletas as palavras de passe dos destronados.
Passaremos!

Milibar Gonzaga
autor, educador e verdugo

Comunicado Oficial da Presidência

A Coluna de Quinto voltou!
A esperança renasce mais pujante em nossos corações, e nossos espíritos exultam de alegria.
A reposição da legalidade virá breve. Os estupores sentem-se já encurralados, derrotados e perdidos.
A luta continua.

Ordem e Liberdade!

Vivam, os The Galarzas!

O Presidente do Comité Lateral, Ditador Vitalício

De volta II (esbugalhado com o que por aqui se vai passando!)

É preciso um gajo ir passear ao bilhar grande para isto se tornar uma autêntica e verdadeira revolução. Já não bastava a queda de três Senhores com H grande pelas minhas costas, ainda me dou de caras com um tomada de posse sem autorização nem passaporte! Quem são estes Gonzagas loucos? Que querem eles daqui? Quem é Juan Pimpón? Que faço eu aqui? Que pasa, coño?

De volta...

Amsterdam
(John Cale)

She's back from Amsterdam
And I think the journey did her well
Her face has lost it's touch
The tell tale signs of loneliness inside

But I love her still
And need her company still more
Come down, come down once more
And I think, the journey, did her well

She says she fell in love
With men who knew the way to treat a lady
Her life has settled for the best of things
That I couldn't give her

And it's not her fault, she's not the one to blame
Come down, come down, come down once more
And I do believe the journey did her well
Yes I do believe the journey did her well.

15.6.05

Beconase na Broadway

Limpa qualquer narina:

Comunicado

Los Gonzagas têm três exigências a fazer.
A primeira, é a libertação imediata de Juan Pimpón, nosso primo, injustamente preso por assalto à mãe armada.
A segunda, o banimento dos papos-secos e outros produtos panificados de pouca consistência.
A terceira, diremos em altura própria.

Atenção, não estamos a brincar.

O tesoureiro e massagista,

Comunicado Oficial

Excelentíssimo i-leitor:

Algumas das postas prévias foram publicadas ou por elementos estranhos à nomenclatura , ou por Galarzas sob ameaça física e psicológica perpetrada por um grupo de criminosos radicais, por isso não devem ser levadas em conta.

Liberdade e Ordem!
Vivam os The Galarzas!

O Ditador Vitalício

A Perfídia

Estou apertando o narizinho ao ordinário que costuma assinar esta folha. Está aqui bem preso sem hipótese de escrever as tontices insensatas néscias do costume.
Acabaram-se-te os abortos em português, não foi menino? Já não metes cá predicados, pois não? Ãnh!?

Já começou o processo reeducativo dos pérfidos que actuavam neste antro. Nós, os Los Gonzagas, iremos finalmente por cobro à injúria e ao nonsense destes.

Milibar Gonzaga,
autor e educador

Iam e vinham e iam e perderam-se

Factos de um passado próximo:

Cunhal teve mais gente no funeral do qua a Amália. Sábia escolha de carreira: como fadista teria uma despedida bem mais modesta.

A vingança final do "cavalo branco" foi ser cremado no cemitério que os Espírito Santo, os Mello, as famílias "bem" foram comprando. Uma terra sem amos, este Alto de São João.

Almeida Santos ainda é vivo. Ainda.

Não aconteceu nenhum arrastão no funeral, o que indica uma tolerância do "grupo dos 500", muito superior, aliás, para Cunhal, do que o "Grupo dos 9".

Varela Silva anda desaparecido.

Vasco Gonçalves não levou a sério o aviso de Sérgio Godinho: "aprende a nadar, companheiro..."


Sob protesto, e com uma arma de gás luterano apontado à cabeça por um tipo de Los Gonzagas, sou,

Comunicado da Presidência Ditatorial

Este belógue continua sob sequestro de um bando de patifes que permanecem escudados numa máscara de falsidades. Não nos é ainda possível determinar até quando. Esperamos o mais breve possível defenestrá-los, expulsá-los do contínuo espacio-temporal. Ainda não posso assegurar o bom funcionamento da instituição.
Tenham fé! A vingança será servida assim que esteja pronta a consumir.

Vivam os The Galarzas!

Anúncio Muito Grave

Senhoras e senhores e leitores:

A Casa Mãe do Azorrague Conjunto Poético-Musical The Galarzas foi traiçoeiramente, parcialmente, tomado por um grupo de desactivistas cujos fins não foram ainda perfeitamente explicados, que se apelida de - Los Gonzagas.

Porque ainda não estamos ao corrente da totalidade dos estragos inflingidos a esta casa por este grupo terrorista-pacífista, não nos é possível também assegurar a qualidade, a relevância, a oportunidade e o bom gosto dos conteúdos.

Nesta hora díficil, pedimos à população em geral que se mantenha em suas casas, se for caso de quererem por lá ficar, ou que saiam se assim o entenderem. Certos de que mais cedo ou mais tarde retomaremos a normalidade democrática, institucional e legal da situação, apelamos à contribuição de cada um para o enriquecimento pessoal dos The Galarzas.

Convictos de que tudo faremos, mesmo que não esteja ao nosso alcance, para levar a vossas casas as melhores águas deste nosso moinho, rogamo-vos muita compreensão e uma prece aos vossos deuses.

Vivam os The Galarzas!

O Ditador Vitalício Presidente do Comité Lateral de todos os The Galarzas

Palitos la reine o quÊ?

Ponha lá mais manteiga nessa porcaria ou obrigo-o a recitar Amália setenta mil vezes até à meia noite de amanhã.
Somos invencíveis e temos um caranguejo que sabe prever os futuros! Fundem-se novas cidades. Belas, com muito verde e pedras brancas e promontórios baixinhos para toda a gente poder ver.
Pupilas não têm assento no meu banco escorrido. Toma! Sangria de jarro! A tomada está em curso.
Grândola, vila merenda.

14.6.05

Na expectativa...

Canções bonitas!







O Sonho dele XCI

O Sonho (póstumo) de Álvaro Cunhal era que tantos medíocres não proferissem tão imensa dose de banalidades a seu respeito.

13.6.05

Mais alguém?

Olhe...Desculpe...É que tenho estado distraído nas últimas horas, podia-me dizer se morreu mais alguém! Não, não. Era só para saber! Obrigado.

O meu Sonho .267

O meu Sonho era ser o maior egoísta do mundo.

Poema de: Eugénio de Andrade


19/01/1923 - 13/06/2005

O sal da língua

Escuta, escuta: tenho ainda
uma coisa a dizer.
Não é importante, eu sei, não vai
salvar o mundo, não mudará
a vida de ninguém - mas quem
é hoje capaz de salvar o mundo
ou apenas mudar o sentido
da vida de alguém?
Escuta-me, não te demoro.
É coisa pouca, como a chuvinha
que vem vindo devagar.
São três, quatro palavras, pouco
mais. Palavras que te quero confiar,
para que não se extinga o seu lume,
o seu lume breve.
Palavras que muito amei,
que talvez ame ainda.
Elas são a casa, o sal da língua.

O Sal da Língua - Porto, Fundação Eugénio de Andrade, 1995

Adeus. Não rezaremos por ti.

12.6.05

Esta Noite

Vamos aqui:



Arraial, sardinhas assadas, música popular e os habituais encantos da época que festiva o nascimento de um tal Fernando de Bulhões, ali para os lados da Sé, que se tornou gajo casamenteiro, sacava gajas para os amigos, quando emigrou para o estrangeiro.

Depois do muro, foi-se a muralha


11.6.05

Segunda-feira será assim...

Poema de: Roberto Leal

Isto está tudo muito bonito, tudo muito moderno e clássico ao mesmo tempo, é uma beloga de grande bom gosto que temos aqui para oferecer aos nossos i-letrados, mas cá para mim, há bastante tempo que tenho notado a falta de um poema a sério, de um verdadeiro ícone da lusitanidade, da amizade e da paz entre os povos, que afinal vai-se a ver e são todos irmãos.
Corrijo agora esta tão grave falha, esta ignominiosa injustiça. Ei-lo, o poema que já cá faltava:




Imigrante

Tantos sonhos são desfeitos
Uma mão que afaga o peito
Seu filho que vai partir
Pra longe vai o imigrante
Pra outra terra distante
Outro caminho a seguir
Mal olha ao sol e ao navio
Ao coração dar-lhe o filho
Das saudades que já tem
E olhando o lenço branco
Que se agita vem o pranto
E acena pra ninguém

Nunca mais nunca mais
Sua terra há de voltar
Nunca mais nunca mais
Sua terra há de voltar

E depois de alguns anos
De esperanças e de desenganos
Pela fé foi que venceu
Mas foi com tanta alegria
Que ele viu chegar o dia
De poder rever os seus
Mas olha que hoje a festa não vem
A noite faço uma ceia
Pra alguém que vai chegar
Tanto tempo tão distante
Está de volta o imigrante
Com o coração a cantar

Nunca mais nunca mais
Sua terra há de deixar
Nunca mais nunca mais
Sua terra há de deixar

A caminho...

Amsterdam
(Jacques Brel / David Bowie)

In the port of Amsterdam
There's a sailor who sings
Of the dreams that he brings
From the wide open sea
In the port of Amsterdam
There's a sailor who sleeps
While the river bank weeps
To the old willow tree

In the port of Amsterdam
There's a sailor who dies
Full of beer, full of cries
In a drunken town fight
In the port of Amsterdam
There's a sailor who's born
On a hot muggy morn
By the dawn's early light

In the port of Amsterdam
Where the sailors all meet
There's a sailor who eats
Only fish heads and tails
And he'll show you his teeth
That have rotted too soon
That can haul up the sails
That can swallow the moon

And he yells to the cook
With his arms open wide
"Hey, bring me more fish
Throw it down by my side"
And he wants so to belch
But he's too full to try
So he stands up and laughs
And he zips up his fly

In the port of Amsterdam
You can see sailors dance
Paunches bursting their pants
Grinding women to porch
They've forgotten the tune
That their whiskey voice croaked
Splitting the night
With the roar of their jokes

And they turn and they dance
And they laugh and they lust
Till the rancid sound
Of the accordion bursts
And then out of the night
With their pride in their pants
And the sluts that they tow
Underneath the street lamps

In the port of Amsterdam
There's a sailor who drinks
And he drinks and he drinks
And he drinks once again
He'll drink to the health
Of the whores of Amsterdam
Who've given their bodies
To a thousand other men

Yeah, they've bargained their virtue
Their goodness all gone
For a few dirty coins
Well he just can't go on
Throws his nose to the sky
And he aims it up above
And he pisses like I cry
On the unfaithful love

10.6.05

Death of a Movie Star

Ou...
...a diferença entre a verdade oficial:


«Melinda Lee Taylor
MELINDA DEE (JONES) TAYLOR, 29 years, left this life suddenly at home on June 4, 2005.
»

...e a realidade como ela é:

«Chloe Jones
Former adult film star Chloe Jones died on Saturday morning in her hometown of Houston. She was 29.
» @

Qualquer que seja a "verdade", os The Galarzas lamentam a primeira e prestarão a homenagem devida à segunda.

Que bom dia, Portugal!

No Dia de Portugal e das Comunidades Portuguesas, o Brasil decidiu homenagear o nosso país com uma demostração de uma das suas mais típicas artes de Verão, o já tradicional "Arrastão-de-Praia". Carcavelos foi o palco escolhido para a exibição, que contou com a actuação de cerca de 500 actores locais.

A mui nobre arte brasileira do Arrastão-de-Praia

PS: Diz-se dos países que perseguem a evolução que estão em vias de desenvolvimento. Portugal, caso único, é definitivamente um país em vias de afundamento.

Da Organização

Finalmente, a malta aprendeu a organizar-se como deve ser. Isto é que é trabalho:

«Cerca de 500 adultos e jovens constituídos em vários grupos entraram hoje, pelas 15h00, na praia de Carcavelos, no concelho de Cascais, e assaltaram e agrediram inúmeros banhistas (...)

Os "gangs" fizeram vários assaltos, criando o pânico e a confusão na praia de Carcavelos
».

Senhor Primeiro-ministro, aí está o exemplo popular: o que faz falta é organizar a malta.

38º. I feel bored

Anúncio Interno

Faço saber a todos, ainda que não tenham interesse nenhum no caso, que a próxima reunião dos The Galarzas terá um carácter ordinário.
Que não serão discutidas alterações aos estatutos; que a vida está cada vez mais difícil; que temos coisas importantes a discutir; que clamaremos vingança contra nossos odiados inimigos; que haverá sobremesa (um dia não são dias); que agora que perdemos o primeiro esquerdo por tempo indeterminado, talvez seja chegado o momento de arregimentar o terceiro direito; que os agriões crescem debaixo das pontes e à beira dos ribeiros, mas só se houver água.

E com isto vou bater uma sesta.

O Gloriosos Ditador Vitalício de todos os The Galarzas, Presidente do Comité Lateral

Lá vai Lisboa
com a saia cor do mar
E toda a Net é um noivo
a quem ela se vai mostrar

Ao mail de Galarza chegou a seguinte ameaça:

«No próximo dia 12 de Junho, terá lugar pelas 21h00, o desfile anual das marchas de Lisboa, na Av. da Liberdade.

Estando disponível on-line desde o passado dia 8 de Junho, o Portal “Lx Jovem” assume-se como um veículo catalizador e facilitador da integração dos Jovens na vida da cidade, proporcionando informação actualizada ao momento sobre múltiplas iniciativas e eventos, vai aproveitar esta ocasião para fazer a primeira transmissão directa on-line, áudio e vídeo.

Com base em tecnologia escalável e uma produção que vai contará com os mais recentes meios técnicos disponíveis na área, o Portal “Lx Jovem” assegura uma transmissão com garantida qualidade, quer para utilizadores com ligação de Internet de banda larga ou banda estreita.

No próximo domingo, em http://www.lxjovem.pt/, os jovens de todo o mundo poderão assistir em directo, a um evento tão único e característico como são as marchas de Lisboa.

Esta emissão on-line, produzida exclusivamente para a Internet pelo Portal “Lx Jovem”, será igualmente transmitida através do portal Sapo.
»

Gabinete de Imprensa da CML - provavelmente, o melhor Gabinete de Imprensa do mundo!

Salada de ouvido

Perdi a bomba da asma,
em leito azul de veludo,
olvidarei o fantasma,
e contudo.

Óscar Machico, in «Laura, Laura, Laura», Edições Lincha-Lincolhe, 1986

Descubra as diferenças

Estas duas fotos foram tiradas «amanhã, à mesma hora». Mas entre elas existem mil e uma diferenças. Será que você consegue descobri-las?

Gabriela, a stripper = Leonor Sousa Correia, a bióloga@

Who's your daddy, who's your daddy?

Hit me baby, one more time!@

9.6.05

Poema de: Dylan Thomas

DO NOT GO GENTLE INTO THAT GOOD NIGHT

Do not go gentle into that good night,
Old age should burn and rave at close of day;
Rage, rage against the dying of the light.

Though wise men at their end know dark is right,
Because their words had forked no lightning they
Do not go gentle into that good night.

Good men, the last wave by, crying how bright
Their frail deeds might have danced in a green bay,
Rage, rage against the dying of the light.

Wild men who caught and sang the sun in flight,
And learn, too late, they grieved it on its way,
Do not go gentle into that good night.

Grave men, near death, who see with blinding sight
Blind eyes could blaze like meteors and be gay,
Rage, rage against the dying of the light.

And you, my father, there on the sad height,
Curse, bless me now with your fierce tears, I pray.
Do not go gentle into that good night.
Rage, rage against the dying of the light.

Ouvidos na rua?

Isso era coisa que só acontecia com estes senhores!

Agora já se encontram assim, por toda a parte?

Ouvido na rua

- Há mais de vinte anos que não ando de avião, pá. Já nem me lembro como é.
- Ah, aquilo é muito fácil. É só entrares e sentares-te.

Adenda à posta anterior

Segue o tributo abaixo com um atraso injustificado e desnecessário, provocado pelo excelente serviço prestado aos seus clientes pela Netcabo, a quem este Galarza manda, desde já, um generoso e merecido «bardamerda» e um sentido «ide p'ró caralho».

Este Galarza aproveita ainda para homenagear o abnegado serviço de atendimento a clientes e a sua fabulosa escolha musical e agradece o facto da Netcabo me cobrar, como se nada fosse, os dias em que não me forneceu o serviço devido. É de empresas assim que o país precisa para combater o défice!

Goobye to you, Mrs. Robinson

Mrs. Robinson, you're trying to seduce me, aren't you?

Anne Bancroft, 1931 - 2005.

Anúncio

Destilamos Mau Humor*

Envie três códigos de barras com a numeração correcta para o apartado e aguarde a próxima Lua-Nova.

*As qualidades corrosivas do nosso produto não são reconhecidas por qualquer entidade oficial ou laboratório estrangeiro. Não garantimos bons resultados. O folheto informativo deve ser destruído no acto da compra. Toda a responsabilidade pelo uso indevido dos nossos produtos será atribuida ao consumidor. Não exponha ao mobiliário de aglomerados. Não pagamos.

Anúncio

Procuramos:
-bodes expiatórios
-bons empregos muito bem remunerados
-leitmotifs
-latinhas de cor púrpura
-géneros distintos em corpos esbeltos
-muita uva e pouca parra
-olival não muito longe da estrada, por causa dos acessos

Damos:
-simpatia
-palmadinhas nas costas
-uma cópia de um dvd pirata à escolha

Já vimos. pois que gostámos. Mas o bottomline é...

Uma palavra

Deixo aqui aposta uma pequena palavra que tem sido severamente negligenciada pelos The Galarzas, mas que nunca deixou de nos merecer o maior respeito, até porque é uma coisa que todos nós apreciamos de tempos a tempos, e é claramente elucidativa, entre outras coisas, do momento sócio-espiritual e dum filme que vimos ontem à noite:

Pus

8.6.05

Navegar é preciso

Ou a poética desportiva de Gabriel Alves e Carlos Daniel:

«Penetrar é difícil
face à capacidade física
destes jogadores.
»

«Ronaldo não será um número dez...
É mais um nove e meio.
»

«'Tá a reagir.
'Tá a jogar em casa.
'Tá a fazer pela vida.
»

Cutícula

Foi por uma unha negra
que comprei o Hirudoid
uma embalagem não chega
a unha não é de andróide

Se fosse, traria Bala
dizem ser bom prá ferrugem
um autómato na sala
descasca, larga babugem

Óscar Machico, in «Pharmacopeia, e ela gostou», Edições Benzeno 16, 2005

7.6.05

O que dizia

O que dizia o meu primo Américo, quando se cruzava com um par em que a parte feminina era de qualidade superior:

-Ó bacano, comes isso tudo sózinho?

VocÊ Si Lembra Dgi...

MAURICIO GUGELMIN?

E se de repente...

...Um Galarza lhe oferecer feijão!
Aceite. Deve ser guisado com chouriço e farinheira.

A Castidade nos tempos modernos

A velha tradição do Cinto de Castidade foi contagiada pelos avanços da tecnologia moderna. Senhoras e, sobretudo, senhores, eis o Cinto de Castidade do Século XXI - as inovadoras, exclusivas, inéditas Cuecas com GPS...

forget-me-not panties

Por alguma razão, já diziam os antigos que confiar nas mulheres é o primeiro passo para a decadência humana, para o colapso da humanidade e para o fim da SportTV. É d'homem, sim senhor - é como o mijar de pé!

Tá a ler



Eis etiquetas em tuga para o bookcrossing.com.

Há mais, mais bonitas, mas foi o João Vieira Pinto que acabou por engravidar a Marisa Cruz e ninguém dava nada pelo romance.

Bolas, sempre a insultar, caraças.