13.12.05

Passa agora que ninguém está a ver!

Eis-nos no começo da nossa manhã:

Amor volat undique

Amor volat undique,
captus est libidine.
Iuvenes, iuvencule
coniunguntur merito.

Siqua sine socio,
caret omni gaudio;
tenet noctis infima
sub intimo
cordis in custodia:
fit res amarissima.


Mais tarde cá deixaremos o sonoro. Agora não há tempo para o upload.