16.12.05

Obrigado, obrigado...

...à gaja que me ofereceu o estupendo livro de Graciliano Ramos S. Bernardo, com uma grande saravá. Certamente mais ninguém se havia de lembrar que eu gosto da escrita deste senhor.