14.12.05

Do lixo na caixa e-postal do ofício

As coisas que se descobrem quando se está a limpar a caixa de mail. Diz que, lá para os idos de Novembro, este Galarza terá enviado um misterioso mail a um desconhecido destinatário. Era concerteza em código secreto. Tão secreto que, hoje, nem este seu remetente sabe ao que iria. Reza assim:

«O da Manela é igual ao dos outros.
O do Macedo não sei.
Mas obrigado pela oportunidade!
»

Isto há coisas muito estranhas. Muito estranhas mesmo...