8.11.05

Sobre a lombalgia e a mialgia difusas

Esta tarde um fariseu, que muito estimo e tenho por amigo intímo, mostrou-me uma cena de caça pintada por um artista francês que conheceu numa galeria de álamos em um sítio que não me quis dizer.
O fariseu é chato como o raio que o parta. Quem o manda passar a vida atrás das mulheres mais difíceis da vida fácil, a pavonear as pulseiras de plástico colorido, os livrinhos de cetim e as golas baixas no relevo amarelo?

Entendido?