13.10.05

Poema de: Idálio Juvino

Corte e Candura

Comendo rebuçados e falando pim-pim
as meninas mais dóceis e cheias de graça,
andam brincando de coisas assim,
enchendo de risos e flores o meio da praça.

Idálio Juvino, Quadras aos Quadradinhos, Publicações O Que É Azedo Não Mancha, Póvoa da Isenta, 1988