23.6.05

Greve

A partir deste momento encontro-me em estado de greve por tempo indeterminado, ou interminável, conforme mais convenha à amável clientela e ao meu muito estimado patronato.

Sou uma pessoa de uma certa idade, tenho doenças e problemas de saúde que me apoquentam, sou um assalariado, por isso, agora vou deitar-me com os pés para cima, uma compressa sobre a testa e uma pequena dose de um bem experimentado produto da moderna farmacopeia no estômago.

Já não sei se é greve ou se é grave! Seja o que fôr, isto com um pinguinho de gasolina ía bem melhor, mas já me faltam forças e coragem para o abastecimento.